Amar é doar-se até doer!

“Amar é doar-se até doer” -Madre Teresa de Calcutá

Com uma simples frase, Madre Teresa mexeu com o coração de todo o mundo: “Amar é doar-se até doer”.

Sim, amar é dor , amar é sofrer, contudo, sem jamais desistir.

A loucura de Deus, a Cruz, também nos mostrou o que só hoje podemos compreender: amar dói, e como.

Uma vez que compreendemos que amar significa doar-se ao extremo, percebemos que somos incapazes de fazê-lo, isto porque não compreendemos a grandiosidade do que é este tão maravilhoso dom de Deus.

Por vezes achamos difícil falar com um amigo, que simplesmente disse algo que não se queria ouvir, achamos difícil perdoar, tudo nos é difícil. Por que isso acontece? A resposta é simples: Muitos de nós são incapazes de amar.

Somos incapazes de ver no outro a limitação, o sofrimento, o pedido de socorro, de alguém que sofre e ainda também não descobriu o que é ser amado.

A alma que ama Deus sabe exatamente que terá de se consumir por inteiro para que se complete, terá que se despedaçar para ser inteiro, que deverá morrer para viver.

Madre Teresa de Calcutá

O amor é paciente, tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta e por isso, fere.

Fere, pois uma vez que a tudo esperamos, desculpamos e suportamos, nos desfazemos de nossas vontades e conceitos e principalmente, a arrogância e o egoísmo, saímos de nós para compreender o outro na sua ignorância ou grosseria, de modo que, ferimos nosso ego porque passamos a descobrir naquele que nos machuca os defeitos que nós mesmos possuímos, até em maior quantidade ou grau.

As desilusões nos fazem pensar que fomos abandonados, que ninguém merece nossa atenção: “são todos iguais!”, contudo, é ai que a dádiva de Deus pode se manifestar, se permitirmos é claro.

Observando um mundo caótico nos sentimos abandonados por Deus e por todos. Há até mesmo quem duvide da existência do Divino, pois eu digo: o que eu perdi amando um mundo que não merece ser amado? O que perdi fazendo bem aos ignorantes? O que perdi sendo bom com os maus? O que eu perdi? Nada. Pelo contrário, adquiri a experiência de que amar dói, mas o que não O amam, tudo perderam e perderão.

Quero que doa quando não me sentir amado por Deus; quero que doa quando me maltratarem; quero que doa quando disserem que têm rancor de mim. Quero que doa pois estarei cumprindo aquilo que Deus quer de mim: “Digo-vos a vós que me ouvis: amai os vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam, abençoais os que vos maldizem e orai pelos que vos injuriam.”

A doação que fere, deixemo-nos ser feridos pelo Amor.

“Pois, é dando que se recebe, é perdoando que se é perdoado, e é morrendo que se vive para a vida eterna.”


Por: Bia Aceto

About these ads

4 respostas para Amar é doar-se até doer!

  1. Camilla Nogueira disse:

    curtir mil vezes Bia linda!

  2. Pedro Augusto disse:

    Tava escutando uma música de nando reis agorinha e tinha uma parte que dizia assim: “Tornar o amor real é expulsá-lo de você, pra que ele possa ser de alguém!”
    Acho que esse trecho expressa muito bem o que devemos fazer, pois temos que “expulsar” esse amor de nós, doa o que doer.

  3. Escrevi este texto há algum tempo. Até hoje acho que não consigo amar de verdade. Que Deus nos dê essa capacidade. Obrigado por postar aqui!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: